Aparecida

20 de Março de 2015

É pouco provável que você ainda não conheça o município brasileiro no interior do estado de São Paulo de nome Aparecida. Mas, se ainda não conhece, provavelmente já ouviu falar. Tal status se deve à importância cultural e histórica herdada do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, consolidada pela construção da Basílica de Nossa Senhora Aparecida.

Nossa visita aconteceu em 21 de setembro do último ano. Meu marido, minha filha e eu estávamos acompanhados dos avós maternos.

Aparecida

Aparecida

Aparecida

Como minha família e eu somos católicos, já visitamos Aparecida para assistirmos a missa na Basílica algumas vezes depois que nossa filha nasceu. Mas hoje, trago a nossa última experiência ao visitarmos a “Capital Mariana do Brasil,” pois só agora conhecemos um lugar incrível, o Morro do Presépio. A visitação ao Morro é gratuita e é um dos principais pontos de visitação. Nele, há mais de sessenta peças em tamanho natural que compõem o espaço que une as cidades de Belém e Aparecida, e simbolizam o encontro do Mistério do nascimento de Jesus com os milagres de Nossa Senhora Aparecida.

O acesso ao Morro do Presépio pode ser feito a pé, de carro ou bondinho. A vista é linda e além das esculturas há placas com passagens da Bíblia durante todo o caminho. Minha filha se divertiu muito vendo as esculturas entre uma pergunta e outra sobre o que elas simbolizavam e o que estava escrito nas placas.

Aparecida

  Aparecida

Aparecida

Aparecida

Aparecida

Aparecida

Minhas dicas para quem visitar Aparecida com crianças é usar carrinho de bebê para os menores e, se possível, levar lanchinho de casa. Almoçar na estrada também é uma boa opção, pois até hoje não encontramos bons restaurantes e/ou boas lanchonetes nos arredores da Basílica. Além disso, os postos de alimentação costumam estar bastante lotados. Protetor solar e bonés também podem ser muito úteis para as crianças.

E, para finalizar este post, uma linda mensagem direcionada às famílias retirada da última passagem do Morro do Presépio:

Deus, meu Pai, nessa passagem do Evangelho (referindo-se à passagem Mt 2, 13-15.19.23) mostra as tribulações por que teve de passar a família de José, Maria e Jesus. Talvez porque não existem famílias sem tribulações! Por outro lado, vejo nesse trecho uma verdade nem sempre bem vista, de que a criança é, ou devia ser, o centro das atenções de todas as famílias, de tal modo que uma família sem filho não é completa, nem é família de fato. Senhor que esse sentimento de união familiar vigore na mentalidade das pessoas que querem constituir família, e que todas sejam abençoadas pela Sagrada Família. Que Nossa Senhora do Desterro abençoe todas as famílias em dificuldades! Amém.

RP

Um abraço,

Mari.

Deixe seu comentário