Hoje é sábado, um ótimo dia para a dica de passeio com crianças! E a dica de hoje é uma visita ao Aquário de São Paulo.


A minha filha e eu visitamos o Aquário de São Paulo recentemente e a experiência foi ótima! A cada vidro, ela me perguntava o nome do animal e teve muita paciência para observar todos eles.

Ela teve medo apenas no momento em que passamos pelo vale dos dinossauros, e quando paramos diante do vidro onde estavam os morcegos.

O ponto alto da visita foi a observação aos pinguins e ao lobo marinho. O lobo marinho é o único da espécie no Aquário, e no momento em que ele fazia barulho, minha filha dizia que ele estava chamando pela sua mamãe. Uma graça!

Passar embaixo dos tubarões também foi uma experiência muito marcante para nós duas.

Na saída do Aquário, somos todos obrigados a passar pelo Aquário Shopping. E, como é difícil sairmos de lá sem comprar alguma coisa, pedi para a minha filha que escolhesse um livro, de preferência sobre um dos animais que tínhamos acabado de ver. Ela escolheu o livro Cinco Pequenos Peixes, da editora Libris. Aprovei a escolha, pois o livro a faria se recordar do passeio, e de quebra, reforçaria seu aprendizado sobre quantidade. E, repare nos animais que marcaram a nossa visita ao Aquário de São Paulo, na capa do livro: pinguim, tubarão e lobo marinho (ou seria uma foca?).

Depois daquele dia, nós ficamos quase um mês lendo sempre o mesmo livrinho antes de dormir, por uma escolha dela. E, ela aprendeu a contar os peixinhos, e a repetir a história lida por mim.

Em minha opinião, os pontos a serem melhorados no Aquário de São Paulo são: a lanchonete, tanto no quesito atendimento quanto no quesito alimentação, e a recepção dos funcionários que ficam na entrada do Aquário tirando fotos das crianças no cenário boca do tubarão.  Sobre as fotos, eu explico: no momento em que chegamos, não deixei que a minha filha tirasse foto na boca do tubarão, porque já imaginava que a foto seria revelada, colocada em um porta-retratos de papel, e vendida no final da visita por um preço picante. Porém, no momento em que saímos do Aquário, a minha filha pediu para que eu tirasse uma foto dela na boca do tubarão. Assim, perguntei gentilmente se eu poderia tirar a tal foto. O funcionário do Aquário respondeu que sim, que eu poderia, mas que não poderia tirar a foto da minha filha com ela dentro da boca do tubarão, somente do lado de fora, e que eu não poderia tirar a foto do banner com a marca do Aquário. Assim, eu aceitei todas as condições, e pedi para que a minha filha se posicionasse em frente à boca do tubarão. Enquanto a minha filha se posicionava, o mesmo funcionário apagou a luz de dentro da boca do tubarão e posicionou o banner em frente à boca do tubarão (oi?). Eu fiquei indignada, então tomei a minha filha pelo braço, dizendo que não tiraríamos foto ali, porque não precisávamos de uma foto com um fundo tão feio! Fiquei indignada, porque no momento em que pedi para tirar a foto, o funcionário poderia apenas ter dito que não, que não estávamos autorizados a fotografar ali (simples, assim). A minha filha percebeu a situação, e começou a chorar. Além de ter me irritado, ainda tive de acalmá-la diante da situação ridícula em que o funcionário do Aquário nos colocou. Em minha opinião, faltou treinamento e respeito com o próximo por parte deste funcionário. Situação lamentável.

Mas, não foi isso que estragou o nosso lindo dia, e o nosso lindo passeio. Portanto, recomendo.

Para quem ainda não conhece, fica a dica de passeio para o final de semana.

 Informações sobre o Aquário de São Paulo, aqui!

Abraços, Mari.

“Este post foi originado a partir da experiência da blogueira durante a visita ao local informado, não contando com incentivo financeiro para sua publicação.”

A minha filha é doida por chocolates… E quem não é? E, com essa alergia ao leite de vaca, parecia impossível saciar a vontade dela por esta perdição, quando encontrei na rede Pão de Açúcar os chocolates de soja.

Na primeira vez em que comprei o doce, ela ficou tão contente que comeu duas barras seguidas, acontecimento inédito lá em casa…

Experimentamos três tipos:

O primeiro deles é o Choco Soy Pops, chocolate com o mesmo sabor do Nescau Ball. O segundo é o Choco Soy Crispies, chocolate sem lactose com flocos de arroz, e o terceiro é o Choco Soy Diet, chocolate sem lactose e sem adição de açúcar. Os dois últimos possuem sabor muito semelhante ao chocolate Talento. Os três tipos de chocolates de soja são muito gostosos e a minha filha aprovou os três sabores.

Os chocolates de soja foram uma salvação, pois posso levá-los em festas (em substituição aos doces tradicionais), e mando em sua lancheira da escola às sextas-feiras, dia em que as crianças podem levar chocolate, além de frutas e sucos.

Chocolate de soja: Choco Soy Pops

Ingredientes: açúcar orgânico, flocos de arroz (farinha de arroz, farinha de milho, açúcar, cacau, carbonato de cácio e sal), manteiga de cacau, liquor de cacau, extrato de soja, sal refinado, emulsificantes: lecitina de soja e Poliricinoleato de Poliglicerila e aroma natural de baunilha. NÃO CONTÉM GLÚTEN.

Chocolate de soja: Choco Soy Crispies

Ingredientes: açúcar orgânico, manteiga de cacau, massa de cacau, flocos de arroz (farinha de arroz, açúcar, sal e corante caramelo), extrato de soja, sal refinado, emulsificantes: lecitina de soja e poliricinoleato de poliglicerila e aroma natural de baunilha. NÃO CONTÉM GLÚTEN.

 Chocolate de soja: Choco Soy Diet

Os ingredientes são: manteiga de cacau, extrato de soja (leite de soja), liquor de cacau, edulcorante natural isomalte, polidextrose, emulsificante poliricinoleato de poliglicerol, emulsificante lecitina de soja, aromas naturais de baunilha e edulcorante artificial sucralose. NÃO CONTÉM GLÚTEN.

Fica a dica:

Os chocolates de soja podem ser encontrados na rede Pão de Açúcar, Mundo Verde e em algumas padarias. Você também pode comprá-los através do site da Olvebra.

Abraços, Mari.

“Este post foi originado a partir da experiência da blogueira com os produtos informados, não contando com incentivo financeiro para sua publicação.”

Adesivos de parede

14 de Agosto de 2013

Ao decorar o quarto da minha filha, ainda grávida, escolhi dividir a parede com faixa de gesso, pintar a parte superior com a cor lilás, e aplicar papel de parede na parte inferior da divisória. O ambiente ficou bem delicado para a chegada do nosso bebê.

Com 3 anos, o quarto da minha filha foi redecorado. E, dessa vez, queria muito cores vivas e desenhos lúdicos, próprios para a sua idade, e que refletissem a sua personalidade. Assim, a cor escolhida foi amarela, e para transformar o ambiente, apliquei adesivo de parede em forma de árvore com pássaros e corujas.

Os adesivos de parede são baratos e fáceis de aplicar. E, quando o adesivo vem inteiro (sem recortes), recomendo recortá-lo para facilitar a aplicação, mas com o cuidado para que as emendas não apareçam após a aplicação.

O adesivo de parede aplicado no quarto da minha filha é da Elitize.

E, a parede do quartinho da minha filha ficou assim:

Abraços, Mari.

“Este post foi originado a partir da experiência da blogueira com os produtos informados, não contando com incentivo financeiro para sua publicação.”