Dias atrás, conhecemos o maior borboletário privado do Brasil e o primeiro da cidade de São Paulo, o Borboletário Águias da Serra, inaugurado em fevereiro 2015. Localizado dentro do novo Polo de Ecoturismo de São Paulo, em uma área de proteção ambiental do Parque Estadual da Serra do Mar, o parque é um passeio de um dia inteiro para fazer com crianças.

O Borboletário Águias da Serra está aberto aos sábados, domingos e feriados, das 10:00h às 16:00h e a minha primeira dica para sua visita é ligar para lá antes de sair de casa e confirmar se o parque está aberto. O borboletário permanece fechado em dias com garoa ou chuva, uma vez que as borboletas são muitos sensíveis à umidade e pode ser que nós, visitantes, acabamos por não ver nada.

Pertinho para quem está na zona sul de São Paulo e há mais de 77 Km para minha família e eu, que moramos na zona oeste de São Paulo, o parque conta com a comodidade de um restaurante que foi imprescindível para aproveitarmos melhor o passeio. Nossa primeira atividade no parque foi a parada para o almoço, que conta com comida simples e caseira, mas muito saborosa.

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Além da visita ao borboletário, onde é possível pegar uma borboleta na mão (é passado um suquinho especial no dedo para atraí-las para que o visitante possa pegá-las), o Borboletário Águias da Serra possui outras atrações que a Maria Eduarda adorou, como caiaque, parquinho, fazendinha, oficina de foguete da Nasa e muito mais. Para a oficina de foguete é necessário levar duas garrafas PET de refrigerante ou adquirir o kit vendido no local.

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Ao passarmos pelo portal do borboletário (que é lindo!), tivemos a palestra com o biólogo (não, a Maria Eduarda não quis pegar as lagartas e tocar nos casulos) e chegamos ao telado das borboletas. Confesso que tenho pavor de borboletas (que feio!), e saí do telado beeemmm rápido. Eu tentei, queria superar este medo, mas não consegui. A Maria Eduarda veio atrás de mim e depois voltou para pertinho do papai. Meu marido carregava a Maria Júlia no colo e curtiu o espetáculo das borboletas de diversos tamanhos e cores.

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Banners informativos em português e inglês detalhando as fases de desenvolvimento das borboletas

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Ao final do passeio, tivemos a oportunidade de conhecer as dependências do acampamento Águias da Serra, onde foram realizadas as gravações do Carrossel – O Filme.

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Borboletário Águias da Serra

Fundado em 1998, o acampamento Águias da Serra com padrão internacional, focado no desenvolvimento das crianças e jovens, está disponível para temporada de férias e acampamento escolar, com uma filosofia inovadora focada a autonomia das crianças e seu contato com a natureza.

Informações:

Borboletário Águias da Serra

(11) 2908-0125 | www.borboletario.aguiasdaserra.com.br

Não é necessário reserva.

Acampamento Águias da Serra

www.acampamento.aguiasdaserra.com.br

Publipost

Um abraço,

Desde a chegada da Maria Júlia, tenho observado o quanto minha primeira filha sente falta de um tempo só para nós duas ou só para nós três (ela, o papai e eu), como era há cerca de um ano. E, por tirar 10 em duas das últimas provas da escola, prometi que sairíamos somente nós duas para uma manhã ou tarde de passeio. Foi então, que no penúltimo sábado conhecemos a Casa das Ideias. A Casa das Ideias é uma escola-oficina onde crianças e adolescentes aprendem brincando (e não, definitivamente não é lugar para bebês). Nós participamos da “oficina pais e filhos”, uma aula avulsa com duração de 2 horas onde ela pôde construir o que quisesse.

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Na nossa aula (digo nossa porque servi de assistente para a construção do seu brinquedo), ela escolheu construir uma casinha. Ela projetou, lixou, pintou, secou, escolheu os materiais para o acabamento, recortou e colou. No final, ela levou para casa o brinquedo que construiu.

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Antes de irmos embora, pediu para experimentar descer o quintal num carrinho de rolimã. Adorou a experiência e já escolheu sua próxima construção: seu próprio rolimã.

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Fundada em 2009, a Casa das Ideias funciona durante o ano todo. Nas aulas regulares ou no curso de férias (meses de janeiro e julho), as crianças fazem o planejamento junto ao professor e constroem brinquedos, maquetes e robôs. Pintam, soldam fios, instalam motorzinhos, furam madeiras, batem pregos e muito mais, aumentando assim a auto-confiança e fazendo com que adquiram autonomia. A equipe da Casa das Ideias é composta por arquitetos, pedagogos, engenheiros, designers e sobretudo por pessoas que adoram ensinar às crianças (me chamou a atenção a paciência da equipe presente durante a nossa visita).

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

  Casa das Ideias

Você encontra na Casa das Ideias uma oficina com muitas ferramentas, materiais e mesas de trabalho.

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

Casa das Ideias

E, se seu filho possui um trabalho escolar manual, e você não tem habilidade para ajudá-lo, não se preocupe: a equipe da Casa das Ideias estará pronta para ajudar seu filho tirar nota 10!

A idade mínima recomendada para frequentar a Casa das Ideais é de 4 anos.

Acesse o site para mais detalhes. A Casa das Ideias também faz festas de aniversário e programa o atendimento à grupos fechados.

www.acasadasideias.com.br | facebook.com/acasadasideias | @casadasideias

A Casa das Ideias está localizada na Rua Fidalga, 174F, Vila Madalena, uma região fortemente fiscalizada pela Companhia de Engenharia de Tráfego. Por isso a dica é: atenção! No dia da nossa visita, não me atentei à placa de proibido estacionar e meu carro foi guinchado, causando um grande transtorno para a nossa família.

Publipost

Um abraço,

Wet´n Wild

7 de Abril de 2017

Foi no último final de semana de janeiro, o mês mais quente do ano, que meu marido e eu levamos as crianças para conhecer o Wet´n Wild, um dos maiores parques aquáticos temáticos do Brasil, inaugurado em 1998, a apenas 30 minutos de São Paulo e a 15 minutos de Campinas.

Wet´n Wild

Chegamos uma hora após a abertura do parque e encontramos uma fila enorme para entrar. Contudo, decidi procurar por um segurança e me informar se mesmo com os comprovantes de compra dos ingressos adquiridos via Internet e um bebê de 9 meses realmente deveríamos enfrentar a fila para entrarmos. Muito simpático e solícito, ele nos guiou até a catraca pela qual entramos sem fila.

Wet´n Wild

Wet´n Wild

Wet´n Wild

O parque estava sim lotado e nos assustamos ao entrarmos, mas procurei pela área infantil e ficamos aliviados ao ver que aquele espaço estava tranquilo. Os armários estavam sem filas e muitos deles ainda vazios. Com muitas mesas ainda vagas, optamos por não usar armários e manter nossas mochilas conosco na mesa que escolhemos “como suporte” para o nosso dia no parque. Optei por não usar armário justamente por usar as itens das mochilas o tempo todo, como toalhas, saídas de banho, trocas de fraldas, mamadeira, papinha, biscoitos e bolachinhas.

O parque conta com duas principais atrações para os pequenos, o primeiro é a Ilha Misteriosa do Cascão, que conta com tobogãs, duchas, chuveiros, quedas d’água, balanços, cones basculantes e mangueiras de esguicho. A segunda é o Kids Lagoon, uma área especial com mini-tobogãs para a criançada brincar a vontade. A sensação térmica da água da Ilha Misteriosa do Cascão me pareceu mais baixa que das demais áreas, acredito que pelo fato de ser uma área coberta. Mas, com o calor que fazia no dia da nossa visita, este não foi um problema para nós.

Wet´n Wild

Kids Lagoon

Considerei boa a conservação do parque, mas a alimentação deixou muito a desejar. Comemos sanduíches que passam longe de saborosos, mas os preferi aos pratos prontos pelas grandes filas.

Em comparação ao parque aquático Thermas dos Laranjais (confira o relato da nossa visita aqui), o Wet´n Wild é um parque menor, mas achei a área infantil melhor decorada e maior.

Mesmo com 9 meses a Maria Júlia se divertiu muito, pois adora água. Valeu a pena fazer a visita com a pequena!

Agora, algumas dicas para a sua visita:

  • Não se esqueça do protetor solar;
  • Mantenha as crianças hidratadas, oferecendo sempre água e/ou sucos naturais;
  • Carrinhos de bebê são bastante úteis, embora eu não tenha levado por desconhecer a estrutura do parque;
  • Leve comidinhas para os pequenos desde que estas possam ficar expostas à temperatura ambiente e atenção para mantê-las em local seco e fresco.

Wet’n Wild

Rod. dos Bandeirantes, s/n – Zona Rural, Itupeva – SP | www.wetnwild.com.br

Um abraço,