Este é o segundo post com títulos da Sinopsys Editora (leia o primeiro post aqui), com obras para pais e criadores que destacam exemplos práticos de formas funcionais e eficazes para a formação das crianças.

O primeiro título é: Operação Pais Sempre: Uma missão que não pode parar!

Novos títulos da Sinopsys Editora

Treinamento de pais é um recurso utilizado na abordagem cognitivo-comportamental como ferramenta para ampliar o repertório dos pais no que diz respeito ao manejo da educação. Os pais se comprometem a participar de forma ativa no processo de construção única de seu filho, sendo orientados para um estilo parental mais saudável, a fim de maximizar benefícios para as crianças.

Escrito pela especialista em terapia cognitivo-comportamental, Vanina Cartaxo, e publicado pela Sinopsys Editora, o livro busca fomentar o desenvolvimento de um padrão saudável, trazendo equilíbrio emocional para a família. Conforme explica Vanina, o material é rático, todo desenvolvido em quadrinhos que discutem questões difíceis de forma lúdica. “Aborda formas de comunicação, disciplina, limite, rotina e regras da família para construção de vínculos afetivos“, complementa.

Embarque nessa missão de educar, ela não pode parar!

O segundo título é: Desconecta – Vencendo o uso problemático de jogos eletrônicos

O uso inadequado de tecnologia é uma temática que vem obtendo uma significativa expansão na literatura científica especializada e em diversos setores da mídia. Segundo uma pesquisa realizada pela AVG Technologies com crianças do mundo todo, 66% das crianças entre 3 e 5 anos de idade conseguia usar jogos de computador, 47% sabia como usar um smartphone, mas apenas 14% era capaz de amarrar os sapatos sozinha. No caso das crianças brasileiras, o estudo aponta que 97% das crianças entre 6 e 9 usam a internet e 54% têm perfil no Facebook. A dependência de jogos eletrônicos também gerou interesse de pais e educadores que lidam constantemente com filhos e estudantes com uso problemático desse recurso tecnológico, seja em casa ou no ambiente escolar. Com o objetivo de auxiliar crianças entre 6 e 11 anos no uso saudáel dos dispositivos eletrônicos, a Sinopsys lança o livro “Desconecta – Vencendo o uso problemático de jogos eletrônicos”.

Novos títulos da Sinopsys EditoraEscrito pelo psicólogo e doutor em neuropsiquiatria e ciências do comportamento, Igor Lins Lemos, o livro busca atendar as crianças de maneira que elas consigam usufruir de maneira equilibrada do mundo dos jogos eletrônicos, podendo ser utilizado como um manual, no qual as etapas deverão ser seguidas de forma progressiva, à medida que a criança for evoluindo. O livro pode ser aplicado tanto na prática clínica como para pais e mães que querem ajudar seu filho(a) a lidar melhor com o juso das tecnologias, assim como educadores, que convivem diariamente a situação na área escolar.

E, por fim, o terceiro título é: Como nasce a esperança: aprendendo sobre o otimismo

Novos títulos da Sinopsys EditoraA psicologia positiva é um movimento que estuda a felicidade e o bem estar e é relativamente novo aqui no Brasil, por isso, na literatura, encontramos poucas opções sobre o tema. O termo otimismo aprendido, assunto principal do livro, consiste no processo de aprender a gerar auto explicações construtivas. Com foco no público infantil a obra foi escrita pela psicóloga Miriam Rodrigues e publicada pela Sonopsys Editora, e traz a perspectiva da positividade para o universo das crianças.

A autora destaca a importância de trabalhar a positividade com o público infantil, de maneira que as crianças possam levar esse ensinamento para a vida. “Segundo o que nos mostram os estudos, a esperança é fundamental para que possamos ser criativos no encontro de soluções em tempos de crise, e todos nós passamos por alguma situação de crise em algum momento de nossas vidas”, pontua Miriam. “Acreditar que aquela “coisa ruim” que aconteceu é passageira e específica, levando em consideração o contexto, é a base dessa técnica, e é ela que faz nascer a esperança”, complementa.

Para adquirir estes e conhecer outros títulos da Sinopsys Editra, acesse:

Agora faltam apenas 20 dias para a festa de aniversário da Maria Júlia, minha caçula, que completará um aninho. Como ela ainda não entende, a ansiedade está só por conta da mamãe! E nesses últimos dias tenho enlouquecido para dar conta de trabalhar fora, dar toda a atenção do mundo para as crianças quando chego em casa, entregar os convites e providenciar os últimos detalhes da festa.

Como contei no post “Os preparativos das festas de aniversário de 2017“, o tema será fazendinha e muitas fotos do Pinterest me serviram de inspiração para a escolha da mesa do bolo, do bolo e da forma que escolhi para entreter os pequenos que terão em média de 4 a 5 anos de idade. Assim, pedi ajuda para Bestplaya maior loja de brinquedos para playground do Brasil, para montar a tão sonhada brinquedoteca da festa do meu bebê. Confira agora as dicas para a criação de um espaço seguro, confortável e, claro, muito divertido!

Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Jornal PZ

Dicas de segurança para a brinquedoteca

Antes de pensar na decoração e nos brinquedos que farão parte do ambiente, é fundamental tomar algumas medidas e cuidados para garantir a segurança da criançada.

O primeiro é com relação ao piso, que deve proporcionar conforto e ainda atender a algumas especificações. Ele precisa:

  • absorver impactos;
  • ser antiderrapante (para evitar escorregões e quedas);
  • e não ser abrasivo (ou seja, não causar machucados ou queimaduras quando em contato com a pele).

Ótimas opções são a grama sintética ou o piso emborrachado de E.V.A., que além de serem coloridos, ajudam a decorar o cômodo!

Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Pinterest

Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Pinterest

Outro aspecto que influencia na segurança das crianças é a quantidade de móveis na área e, mais do que isso, a forma deles. Evite encher a brinquedoteca de mesinhas, cadeiras, armários e etc – tenha somente o suficiente para que os pequenos possam brincar – e opte por modelos arredondados, sem pontas! Esse detalhe faz uma grande diferença para evitar que machucados mais graves aconteçam em eventuais quedas e choques envolvendo a mobília.

Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Assim Eu Gosto

Por fim, para assegurar o bem-estar da garotada, é importante também ficar de olho nos brinquedos e itens decorativos. Nunca deixe objetos muito pequenos ou parte de bonecos ao alcance das crianças, pois esses são grandes causadores de acidentes como engasgos.

Também é muito aconselhável a limpar com frequência os brinquedos, bancos, mesas, enfim, os elementos da brinquedoteca como um todo, pois assim você evita que a sujeira cause reações alérgicas e/ou a proliferação de bactérias e vírus.

Como decorar e escolher os brinquedos

Depois de se certificar de que tudo está adequado para que o ambiente seja seguro, é a hora de torná-lo divertido – e para isso é preciso caprichar na decoração e nos brinquedos. O mais básico e que não deixa de ser eficiente é investir nas cores, que pode estar nas paredes, nos brinquedos e em pequenos itens decorativos.

Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Construir E Viver

Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Pinterest

Você pode tanto escolher esse estilo mais simples, quanto investir em um visual temático. No entanto, o mais indicado é optar por um tema universal, que funcione bem com meninos, meninas, pequeninos e também com crianças um pouquinho mais velhas.

Algumas dicas são:

  • fundo do mar;
  • fazendinha;
  • animais;
  • praia;
  • formas geométricas coloridas, entre outros.
Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Pinterest

Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Pinterest

A escolha dos brinquedos também conta com algumas dicas que facilitam o processo e a principal delas: é planejar a brinquedoteca de acordo com a idade dos pequenos que irão se divertir nela!

Isso é importante porque cada faixa etária conta com modelos que são mais apropriados, tanto para suas aptidões físicas e mentais, quanto para questões de segurança. De forma geral:

– crianças de zero a dois anos preferem brinquedos que estimulem seus sentidos, mais especificamente visão, tato e audição. Então, para agradá-las, tenha brinquedos coloridos, com sons e diferentes texturas;

– já os pequenos com dois a três anos estão em uma fase de desenvolver a fala, a curiosidade e suas capacidades motoras. Portanto, precisam de brinquedos que explorem isso, como livrinhos com ilustração, brinquedos de montar e blocos de encaixar (mas lembre-se de ter cuidado com o tamanho deles!);

– para crianças mais velhas, o melhor é contar com itens que estimulem a criatividade e a imaginação, como casinhas, carrinhos, bonecas, quebra-cabeças e brinquedos educativos.

Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Bestplay

Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Bestplay

Montando uma brinquedoteca para as crianças

Fonte: Bestplay

Gostaram das dicas? Eu adorei!!! Logo logo trarei o trailer da festa, fotos com todos os detalhes da festa e detalhes de cada item escolhido para a brinquedoteca da fazendinha da Majú. Aguardem!

Publipost

Um abraço,

Se lembram quando contei que minha filha mais velha fazia aulas de ballet clássico e que não estava tão entusiasmada com a atividade? Pois bem, para o ano de 2016 a atividade física escolhida foi a capoeira, expressão cultural brasileira que mistura arte marcial, esporte, cultura popular e música.

Como as escolas em que ela já estudou somente ofereciam três opções de atividade física, sendo ballet clássico, capoeira e judô, minha pequena alternou entre as aulas de ballet e capoeira por 3 vezes a seu pedido. E, no último ano – com 6 anos, digo que ela se identificou muito mais com a capoeira. Sua última apresentação foi uma graça!

De tão feliz que ficamos com a prática de tal atividade, trago hoje uma lista com 10 motivos para seu filho(a) praticar capoeira:

  1. Desenvolve condicionamento físico e concentração;
  2. Melhora a flexibilidade, equilíbrio e coordenação psicomotora;
  3. Promove o ganho de massa óssea e força muscular;
  4. Exercita o cérebro e melhora o desempenho escolar;
  5. Estimula o trabalho em equipe e cooperação;
  6. Combate a timidez e desenvolve socialização;
  7. Trabalha disciplina, respeito e coleguismo;
  8. Amplia a tolerância e diminui o estresse;
  9. Desenvolve a fala interagindo com a musicalidade;
  10. Além de ser patrimônio da humanidade e resgatar a cultura brasileira.

Fonte: Empresa Brincadeira de Capoeira.

Lista: 10 motivos para seu filho(a) praticar Capoeira

Lista: 10 motivos para seu filho(a) praticar Capoeira

Certificado de nova graduação na Capoeira

Um abraço,